Boletim – Coronavírus – 10 de setembro – 128 óbitos; 2275 casos confirmados

A Secretaria Municipal de Saúde de Jacareí informa, nesta quinta-feira (10), mais um óbito por COVID-19 no município. Trata-se de uma mulher de 64 anos, que faleceu no dia 6 de setembro, em unidade pública de saúde. Ela tinha comorbidades.

Jacareí chegou a 2275 casos confirmados da doença. São 1183 homens e 1092 mulheres. Dos confirmados, estão internados 24 (oito em hospital público – sendo cinco em UTI –, e 16 em hospital privado – sendo sete em UTI). Há 419 em isolamento domiciliar. E 128 óbitos, até aqui.

A faixa etária que predomina nos dados dos casos confirmados é a entre 30 e 45 anos, com 845 casos, seguida da faixa entre 45 e 60 anos, com 559 casos. Depois estão os jovens entre 15 e 30 anos, com 420 casos. Os acima de 60 anos vem na sequência, com 414 casos. E a faixa dos menores de 15 anos tem 37 casos confirmados.

Recuperados – A Secretaria de Saúde informa que permanece em 1704 o número de recuperados da doença. Trata-se de pessoas que testaram positivo para a COVID-19 e que se recuperaram, ou seja, encerrou-se o ciclo da doença para elas. Estas pessoas passaram pelo período de 14 dias.

O número de casos descartados (aqueles que se enquadram nas definições estabelecidas pela OMS, mas deram resultado negativo para o novo Coronavírus) chegou a 5026.

Suspeitos – Os casos suspeitos (aguardando confirmação por exames) foram para 1081. Entre os casos suspeitos, há 19 pacientes internados (nove em hospital público – sendo quatro em UTI –, e dez em hospital privado – quatro em UTI). Há, ainda, dois casos de óbitos suspeitos da doença. Todos estes casos aguardam resultado dos exames já realizados.

Outros Números – São, até aqui, 5026 casos descartados, 857 excluídos (casos que não se enquadraram nas definições estabelecidas pela OMS), e 298 em investigação (notificações que chegaram à Vigilância e estão em estágio de investigação epidemiológica).

Óbitos – Os outros 127 óbitos confirmados anteriormente foram divulgados nos dias: 3 de abril (homem, 88 anos), 22 de abril (mulher, 77 anos), dois em 24 de abril (homem, 82 anos; mulher, 67 anos), 4 de maio (homem, 89 anos), 12 de maio (homem, 24 anos), 14 de maio (mulher, 89 anos), dois em 18 de maio (homens, 92 e 66 anos), 19 de maio (homem, 61 anos), 21 de maio (mulher, 85 anos), 29 de maio (mulher, 71 anos), dois em 1º de junho (homem, 65 anos; mulher, 87 anos), 2 de junho (homem, 36 anos), 4 de junho (mulher, 91 anos), 10 de junho (mulher, 54 anos), seis em 12 de junho (mulher, 88 anos; homens de 33, 42, 71, 79 e 88 anos), 15 de junho (homem, 75 anos), 19 de junho (mulher, 41 anos), três em 22 de junho (homens, 74, 76 e 80 anos), 26 de junho (homem, 45 anos), 29 de junho (mulher, 62 anos), dois em 30 de junho (homem, 64 anos; mulher, 73 anos), cinco no dia 1º de julho (homens de 64, 68, 70 e 82 anos; mulher, 95 anos), 2 de julho (homem, 74 anos), 3 de julho (homem, 37 anos), dois em 8 de julho (homem, 46 anos; mulher, 77 anos), dois em 9 de julho (mulheres, 53 e 75 anos), dois em 13 de julho (homens, 42 e 36 anos), três em 14 de julho (homens de 66, 94 e 57 anos), 15 de julho (homem, 67 anos), três em 17 de julho (homens, 64 e 80 anos; mulher, 76 anos), dois em 20 de julho (mulher, 70 anos; homem, 61 anos), 21 de julho (homem, 74 anos), quatro em 23 de julho (mulheres de 37, 45, 70 e 72 anos), dois em 24 de julho (homem, 56 anos; mulher, 79 anos), cinco em 27 de julho (homens de 70 e 76 anos; mulheres de 65, 79 e 80 anos), quatro em 28 de julho (homens de 68 e 72 anos; mulheres de 75 e 88 anos), 29 de julho (homem, 57 anos), 30 de julho (mulher, 59 anos), 31 de julho (mulher, 69 anos), sete em 4 de agosto (mulheres de 50 e 79 anos; homens de 50, 67, 72, 77 e 84 anos), dois em 5 de agosto (mulheres de 66 e 81 anos), dois em 6 de agosto (homens de 69 e 90 anos), dois em 7 de agosto (mulheres de 60 e 84 anos), três em 10 de agosto (mulheres de 54 e 71 anos; homem de 94 anos), 11 de agosto (homem, 83 anos), quatro em 12 de agosto (homens de 47 e 75 anos; mulheres de 64 e 93 anos), três em 13 de agosto (homens de 59 e 75 anos; mulher, 56 anos), dois em 14 de agosto (mulheres de 66 e 78 anos), três em 17 de agosto (homens de 46, 57 e 77 anos), dois em 18 de agosto (homem, 67 anos; mulher, 96 anos), seis no dia 19 de agosto (homens de 71, 73, 81 e 85 anos; mulheres de 76 e 81 anos), três em 21 de agosto (homens de 53 e 65 anos; mulher, 78 anos), 26 de agosto (homem, 71 anos), dois em 27 de agosto (mulheres de 75 e 96 anos), 28 de agosto (homem, 64 anos), 1º de setembro (homem, 74 anos), três em 3 de setembro (homens de 59, 61 e 81 anos), dois em 4 de setembro (homens de 59 e 65 anos), e mais quatro em 9 de setembro (homens de 81 e 86 anos; mulheres de 68 e 80 anos).

Histórico – Ainda sobre os 2275 casos confirmados, as divulgações dos resultados se deram no fim de março (3 casos), em abril (41 casos), em maio (146 casos), em junho (412 casos), em julho (701 casos), em agosto (586 casos), e em setembro (55 no dia 1º, 18 no dia 2, 11 no dia 3, 56 no dia 4, 144 no dia 8, 67 no dia 9, e mais 35 nesta quinta, dia 10).

Informação – Acompanhe as informações sobre a COVID-19 em nossos canais oficiais: site e Redes Sociais.

Dúvidas, disque: 136