“Sentindo na Pele” mobiliza munícipes no Dia Internacional de Luta das Pessoas com Deficiência

Ação realizada na manhã desta sexta-feira (3), no Largo do Riachuelo, em Jacareí, convidou os munícipes a se locomoverem em cadeira de rodas ou com os olhos vendados e bengala, para vivenciarem as dificuldades enfrentadas por quem tem mobilidade reduzida. Batizada de “Sentindo na Pele” e realizada no Dia Internacional de Luta das Pessoas com Deficiência, a prática comoveu os participantes.

Maria Moreira, estudante de 14 anos, teve os olhos vendados e atravessou a praça amparada por uma guia. “Trouxe-me aflição e empatia. É uma rotina muito difícil e precisa ter cuidado para não tropeçar”, disse.

Edinho Guedes, secretário de Mobilidade Urbana de Jacareí, percorreu um trecho extenso de cadeira de rodas e concordou com a jovem: “Nós temos ampliado, sensivelmente, os acessos na nossa cidade, com pisos táteis, faixas e sinalizações específicas e sonoras. Nós precisamos de uma sociedade em que um cuide do outro”, alertou.

O Largo do Riachuelo, na região central, é um exemplo de espaço público pensado e adaptado para respeitar pessoas e modais diversos. Em julho, o espaço foi reformado e entregue para a população com vaga para PCDs (Pessoas com Deficiência) e/ou Idosos, rampas, guias baixas e bimilenário, além da instalação de piso podotátil.

Dia Internacional de Luta das Pessoas com Deficiência

Instituído pela Organização das Nações Unidas, o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência é celebrado em 3 de dezembro desde 1992 e serve de alerta e reflexão sobre os direitos da pessoa com deficiência, buscando conscientizar a sociedade e lutar por igualdade de oportunidades a todos os cidadãos.

Legenda: Ação “Sentindo na Pele” aconteceu na manhã desta sexta-feira (3), no Largo do Riachuelo, em Jacareí