Boletim – Coronavírus – 22 de junho: 911 óbitos; 43.874 casos confirmados

A Secretaria Municipal de Saúde de Jacareí, por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde, informa, nesta quarta-feira (22), mais dois óbitos por Covid-19 no município. Trata-se de um homem, de 28 anos, que faleceu no dia 18 de maio e uma mulher, de 63 anos, que faleceu no dia 22 de junho. Ambos tinham comorbidades.

Jacareí está com 43.874 casos confirmados da doença. São 23.138 mulheres e 20.736 homens. Dos confirmados, estão internados 17 (cinco em hospital público – sendo dois em UTI –, e 12 em hospital privado – oito em UTI). Há 427 confirmados em isolamento (em casa). E 911 óbitos até aqui.

A faixa etária que predomina nos dados dos casos confirmados é a entre 31 e 45 anos, com 15.350 casos, seguida os jovens entre 15 e 30 anos, com 11.033 casos. Depois estão as pessoas entre 46 e 60 anos, com 9.279 casos. Os idosos de 61 a 75 anos vêm na sequência, com 4.059 casos. Seguidos daqueles que são menores de 15 anos, com 2.938 casos confirmados. E a faixa dos que têm mais de 75 anos, com 1.215 casos.

Recuperados – A Secretaria de Saúde informa que está em 42.536 o número de recuperados da doença.

Suspeitos –367 casos suspeitos em isolamento, no hospital ou em casa. Entre os suspeitos, há cinco pacientes internados (dois em hospital público – nenhum em UTI -, e três em hospital privado – sendo dois em UTI).

Ocupação de leitos – Hoje, a taxa de ocupação dos leitos destinados para pacientes com Covid-19 em Jacareí, somando hospitais públicos e privados, é de 86% UTI e de 43% enfermaria.

Vacina – Até o momento, 577.388 vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas em Jacareí (209.974/1ª dose; 207.016/2ª dose e dose única; 160.398/dose de reforço).

Óbitos – Os 911 óbitos confirmados até aqui foram divulgados em abril de 2020 (4 óbitos), maio (8 óbitos), junho (20 óbitos), julho (41 óbitos), agosto (42 óbitos), setembro (31 óbitos), outubro (16 óbitos), novembro (11 óbitos) e dezembro (16 óbitos). Em janeiro de 2021 (52 óbitos), fevereiro (47 óbitos), março (60 óbitos), abril (123 óbitos), maio (108 óbitos),  junho (96 óbitos), julho (65 óbitos), em agosto (36 óbitos), em setembro (18 óbitos), em outubro (10 óbitos), em novembro (3 óbitos), e em dezembro (2 óbitos). Em janeiro de 2022 (21 óbitos), em fevereiro (51 óbitos), em março (14 óbitos) em abril (2 óbitos),  em maio (5 óbitos) e em junho (três no dia 8, dois no dia 10, dois no dia 15 e dois no dia 22).

Histórico – Ainda sobre o total de casos confirmados até aqui, as divulgações dos resultados se deram, em 2020, no fim de março (3 casos), em abril (41 casos), em maio (146 casos), em junho (412 casos), em julho (701 casos), em agosto (586 casos), em setembro (1.621), em outubro (470 casos), em novembro (520 casos), e em dezembro (1.513 casos). Em 2021, em janeiro (3.347 casos), em fevereiro (2.562 casos), em março (2.383 casos), em abril (2.575 casos) em maio (3.447 casos), em junho (3.280 casos), em julho (1.505 casos), em agosto (929 casos), em setembro (442 casos), em outubro (229 casos), em novembro (76 casos), e em dezembro (26 casos). Em 2022, em janeiro (3.445 casos), em fevereiro (1.211 casos), em março (2.604), em abril (4.668), em maio (3.835 casos) e em junho (10 no dia 1º, 6 no dia 3, 388 no dia 6, 209 no dia 8, 542 no dia 10, 3 no dia 13, 98 no dia 15, 21 no dia 20 e mais 20 nesta quarta).