Subsecretaria de Igualdade e Recursos Humanos faz reflexão no Dia da Abolição da Escravatura

Escutar áudio do texto

Neste dia 13 de maio, a Prefeitura de Jacareí, por meio da Subsecretaria de Igualdade e Recursos Humanos, destaca a memória do Dia da Abolição da Escravatura, em referência à data de assinatura da Lei Áurea em 1888, que considerou livres aproximadamente 700 mil escravizados – apenas 5% da população negra da época.

“Apesar da Lei Áurea ter marcado o fim formal da escravidão no Brasil, a luta pela igualdade e justiça social para a população negra ainda continua”, afirma a subsecretária de Igualdade e Recursos Humanos, Girlaine Dias. Ela acrescenta: “A data é uma oportunidade de renovar o compromisso pelos direitos humanos, eliminando toda e qualquer forma de discriminação”.

A subsecretária explica que, segundo o movimento negro, desde que o primeiro africano foi sequestrado e escravizado para servir em terras brasileiras, as reais condições de vida dessa população, em geral, expõem o racismo em que foram submetidos.

Parte desse processo histórico pode ser estudado por meio de documentos públicos, entre eles, o livro “Abolicionismo”, lançado pela Prefeitura Municipal de Jacareí, que descreve os anos que antecederam a abolição, no qual muitos negros libertos e progressistas se engajaram à causa da libertação no Vale do Paraíba, em especial, em Jacareí. Consulte o livro na Biblioteca Municipal de Jacareí ou a versão digital no site da prefeitura, https://www.jacarei.sp.gov.br/ABOLICIONISMO/

Entendendo também a importância desta data, a Prefeitura de Jacareí, por meio da Subsecretaria de Igualdade e de Direitos Humanos entregou em 2023, o Monumento aos Abolicionistas de Jacareí, representando o fim da escravidão, na Praça da Independência, no São João, conhecida como Largo da Liberdade.

Legenda: Livro “Abolicionismo” e Monumento aos Abolicionistas de Jacareí