‘Mãos à Horta’! Projeto incentiva alunos da rede municipal à prática do plantio e colheita

“Como verdura desde pequena. É bem legal, porque é saudável. Todos comem verdura na minha casa”, fala, entusiasmada, a Ana Júlia de Souza, de 6 anos, aluna da EMEI Geraldina de Oliveira (no bairro Cidade Jardim), que é uma das escolas municipais participantes do projeto “Mãos à Horta”, desenvolvido entre as Secretarias de Meio Ambiente & Zeladoria Urbana e de Educação. Ana Júlia estava colhendo nesta quinta-feira (4), alface e capuchinha, junto com seus amigos da sala.

O ‘Mãos à Horta’ tem, ainda, apoio técnico de biólogo, nutricionista e de formadores pedagógicos, para auxílio no desenvolvimento das atividades. Durante esta semana, as escolas envolvidas receberam incentivos de 2.500 mudas de hortaliças, entre alface crespa, alface roxa, espinafre, salsinha e couve, e 5.200 quilos de terra vegetal para o desenvolvimento ou ampliação da horta escolar.

“A horta, quando inserida em ambiente escolar, representa um grande e vivo laboratório, para diferentes atividades didáticas relacionadas à alimentação e a outros temas, ou seja, uma verdadeira ferramenta pedagógica”, destaca Êmily Mota, que é nutricionista da Secretaria Municipal de Educação. Ela explica que, por meio da horta, permite-se que os alunos vivenciem várias experiências relacionadas à produção, ao crescimento e ao desenvolvimento de seres vegetais e animais. “Permite, ainda, que as diversas disciplinas e campos do conhecimento sejam abordados por meio dos temas e conteúdo definidos pelos professores”, ressalta.

A nutricionista destaca que o desenvolvimento de hortas nas escolas exerce grande influência sobre a cultura alimentar, e na promoção de uma alimentação mais saudável e adequada. “Com a convivência na horta, na escola, as crianças podem modificar seus hábitos alimentares e os de sua família, que passam a ter um maior consumo de temperos naturais, legumes e verduras frescas”, afirmou.

Sustentabilidade

Para Carolina Xavier, diretora de Sustentabilidade e Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente & Zeladoria Urbana de Jacareí, outro tema de grande importância associado à horta é a sustentabilidade. “Os educandos podem aprender sobre e como cuidar do meio ambiente, minimizar o desperdício, economizar água, reciclar materiais e cuidar de uma composteira, por exemplo”, disse, acrescentando que a horta incentiva o trabalho em equipe, pois são necessários cuidados desde a construção dos canteiros até a colheita e degustação dos alimentos nas refeições do próprio cardápio da Alimentação Escolar.

“Quando uma criança observa o ciclo da vida e a importância para o homem por meio do ecossistema, vivenciado desde o plantio até a alimentação, a consciência de mundo se amplia, e a cultura da vida saudável do planeta se edifica nos valores que constituem a base da sua personalidade”, afirma Maria Thereza Ferreira Cyrino, secretária municipal de Educação.

Legenda: Ana Júlia e amigos da sala de aula, colhendo alface em escola no Cidade Jardim