Governo apresenta Plano Plurianual (2018-2021) para vereadores e representantes sociais

Nesta quinta-feira (14), em audiência realizada no auditório da Prefeitura, foi apresentado a vereadores, secretários e representantes de classe uma prévia do Plano Plurianual que guiará as ações do governo para os próximos quatro anos (2018-2021). O encontro serviu para apresentar linhas gerais do plano, esclarecer dúvidas e receber sugestões sobre possíveis alterações.

O plano é composto pelo contexto macroeconômico do município, que define parâmetros e estabelece limites do viável e do não viável economicamente; pelo programa de governo do atual grupo gestor; e pelas necessidades administrativas da máquina.

As secretarias foram organizadas e divididas em três eixos: social, desenvolvimento sustentável e gestão. A área social fica com a maior parcela dos investimentos do período, que comprova a prioridade da atual administração. Ao todo, estão previstos R$ 1,962 bilhões em quatro anos, com foco em saúde, educação e assistência social.

No total, a expectativa de investimentos na cidade nos próximos quatro anos é de R$ 4,4 bilhões.

“Estamos construindo um planejamento para que daqui quatro anos tenhamos uma cidade melhor, mais desenvolvida, humana, sustentável e mais adequada para a satisfação das nossas necessidades”, afirma o prefeito, Izaias Santana.

Indicadores – O crescimento exponencial de envelhecimento, que em 27 anos cresceu de 14,21% para 66,8%, justifica atenção e investimento em políticas voltadas à saúde preventiva e envelhecimento saudável aos idosos.

O alto número de automóveis na cidade, que dobrou sua quantidade em 11 anos, passando de 45,5 mil em 2005 para 84,8 mil em 2016, reforça a necessidade de investimento em alternativas viárias que desafoguem o trânsito.

Elaboração – Para construir o plano, a Secretaria de Governo realizou diversas ações para colher opinião da população sobre as necessidades da cidade, além de estudos técnicos, sociais e legais que embasaram o documento.

O plano deverá ser encaminhado à Câmara Municipal ainda este mês. Os vereadores poderão fazer emendas no projeto, alocando recursos e prioridades.

(Guilherme Mendicelli/PMJ – Foto: Alex Brito/PMJ)