Estudantes da FATEC realizam estudo dos resíduos sólidos de Jacareí

Apresentação do estudo no Eco Parque

O estudo foi realizado em parceria com a Prefeitura de Jacareí

Os estudantes da FATEC Jacareí, Felipe Soares Gonçalves, Fernanda Rivello Lazar e Wellington Lopes Mateus realizaram, em parceria com a Prefeitura Municipal de Jacareí, um levantamento dos dados gravimétricos dos resíduos sólidos domiciliares coletados na cidade.

O estudo foi coordenado pelo professor Luiz Gustavo Galhardo Mendes, com apoio de servidores da Secretaria do Meio Ambiente e funcionários do Aterro Sanitário de Jacareí (Eco Parque).

O trabalho foi realizado entre abril e julho deste ano, com objetivo de obter a análise gravimétrica dos resíduos sólidos domiciliares de todos os setores (bairros) da cidade encontrados no Aterro Sanitário (Eco Parque).

A gravimetria ou análise gravimétrica, na área de resíduos sólidos, é um processo de medição de massa que consiste em caracterizar de forma quantitativa os diferentes tipos de materiais encontrados em uma amostra, possibilitando o cálculo da porcentagem dos seus constituintes.

Os resíduos amostrados foram divididos de acordo com suas principais características em 14 grupos: Papel e papelão, plástico, vidro e louça, matéria orgânica, metal ferroso, metal não ferroso, madeira, inerte (pedra, terra e cerâmica), couro e borracha, embalagem longa vida, têxtil, eletrônico, pilhas e baterias e rejeitos (itens sem possibilidade de reaproveitamento ou reciclagem).

De acordo com a secretária de Meio Ambiente, Rossana Vasques, o estudo é importante para identificar as características e perfil dos resíduos sólidos descartados na cidade. “Com os resultados podemos melhorar o trabalho de educação ambiental no município, sabendo ainda como atuar de maneira eficaz em cada região da cidade, entre outras atividades, programas e investimentos que podem ser realizados a partir das informações coletadas”, informou.

RESULTADOS – No final do levantamento, os estudantes concluíram que a matéria orgânica é o resíduo mais descartado em Jacareí, sendo unânime a supremacia desse resíduo em todos os setores de coleta do município. A matéria orgânica corresponde a 51,74% do total de resíduos amostrados.

Os rejeitos ocupam a segunda posição de resíduos mais gerados no município de Jacareí, 16,15%. Nos rejeitos, o que mais se evidenciou foram fraldas, embalagens de isopor e papéis higiênicos usados.

Os plásticos ocuparam uma parcela significativa de 13,12%. Nas análises pode-se evidenciar que a maior parte destes materiais era proveniente de embalagens de bens de consumo e, por muitas vezes mal descartado, misturado com matéria orgânica e outros rejeitos.

Os materiais ‘papel e papelão’ correspondem a 6,47%. Já o descarte de têxtil, sacolas de roupas, trapos e espumas correspondem a 5,24%.

Vidros e louças foram encontrados em todos os setores. Garrafas de azeite, cerveja e outras bebidas somaram a maior parcela dessa categoria de resíduo. Estes resíduos correspondem a 2,32% do total.

No levantamento ficou perceptível que em setores que possuem bairros mais nobres a quantidade de resíduos de vidro encontrada era maior.

Completando a lista dos resíduos descartados no município, as embalagens longa vida correspondem a 1,59%, metais ferrosos 0,81%, couro e borracha 0,71%, inerte 0,66%, madeira 0,42%, eletrônicos 0,40%, metais não ferrosos 0,36%, e pilhas e baterias 0,01%.

 APRESENTAÇÃO – Os estudantes da FATEC realizaram uma apresentação do estudo no Aterro Municipal na última sexta-feira (23), para mostrar os resultados do levantamento gravimétrico. Estiveram presentes o vice-prefeito Edgard Sasaki, servidores da Secretaria de Meio Ambiente, funcionários do Aterro Municipal e imprensa.

 

(Jader Fernandes/PMJ – Foto Alex Brito/PMJ)