Educação suspende atividades aquáticas para manutenção das piscinas de dois EducaMais

A Secretaria Municipal de Educação suspendeu as atividades aquáticas nas piscinas dos EducaMais Centro e São João. A medida foi anunciada na manhã desta quinta-feira (23), durante ‘visita técnica’ organizada pela direção da Secretaria de Educação e que contou com a presença de jornalistas da região e de vereadores e assessores de Jacareí.

As duas piscinas do EducaMais Centro, utilizadas pela comunidade para aulas de natação e hidroginástica apresentam problemas nos ralos que não estão em conformidade com as normas de segurança. Em uma das piscinas, inclusive, há uma bola de basquete utilizada para ‘proteção’ do ralo. A presença de pombos no entorno das piscinas também oferece risco à saúde dos usuários.

Outros problemas estruturais também foram identificados, como infiltração e deterioração da parte elétrica e na casa de máquina das piscinas que são aquecidas. “Fizemos um grande levantamento da estrutura do prédio para saber se existia condição de receber a população com segurança. Diante do resultado, que apontou problemas graves, decidimos com o prefeito e a equipe da Secretaria da Educação pela suspensão das atividades”, justifica Maria Thereza Ferreira Cyrino, secretária municipal de Educação.

No EducaMais São João o maior problema está em uma das piscinas que apresenta um vazamento de 32 mil litros de água por dia, desde o mês de março do ano passado. “Não temos condição alguma de resolver os problemas com as piscinas em atividade. Estamos aqui para oferecer um serviço de qualidade para a população e, do jeito que essas piscinas se encontram, é impossível”, completa.

O processo de licitação para a contratação da empresa que fará os reparos nas piscinas dos EducaMais Centro e São João já teve início e o valor estimado das obras é de R$ 600 mil. A previsão de retomada das atividades aquáticas das duas unidades é para o início do segundo semestre de 2017.

(Carolina Xavier e Márcio Moura/PMJ / Foto: Cristina Reis/PMJ)