Chery começa a fabricar novo QQ como parte do processo de ampliação de produção

FotoA_Chery Montagem (2)
Início da produção do QQ faz parte do processo de ampliação dos trabalhos da empresa de Jacareí. Foto: Alex Brito/PMJ

A Chery deu início à produção, na sua fábrica em Jacareí, do novo modelo do QQ, o microcompacto da montadora. O início dessa produção faz parte do processo de ampliação dos trabalhos da empresa no município.

Jacareí foi escolhida pela Chery, que se tornou a primeira fabricante chinesa de automóveis a se instalar industrialmente no país.

A Chery pretende levar o QQ e o Celer, esse último já produzido em Jacareí desde o início de 2015, para Argentina, Uruguai, Colômbia e Peru. Segundo a marca, a América do Sul representa um quarto do total de exportações da marca.

Em recentes testes do Inmetro, o novo QQ ganhou o selo Conpet de eficiência energética, pela melhor nota (AA) na categoria. O selo foi concedido no final de abril na oitava edição do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV). Esta classificação é dada aos automóveis mais eficientes e que obtiveram as melhores classificações em sua categoria e no ranking geral, colocando o novo QQ à frente dos concorrentes. O modelo deve chegar às lojas na segunda quinzena de maio.

Sobre a montadora – Com investimento de US$ 530 milhões no município de Jacareí, o aporte contempla uma fábrica de veículos de passeio e outra de motores. A empresa também detém o título de pioneira ao lançar o primeiro automóvel chinês com transmissão automática, o Tiggo. Atualmente, ainda são comercializados a versão manual do mesmo modelo, além do QQ e Celer.

(Willian Jordão/PMJ)