Licitação define proposta para implantação do COI

A empresa Telemática Sistemas Inteligentes Ltda. é a classificada na licitação do COI (Centro de Operações Integradas) de Jacareí, com a proposta de R$5.456.717,98. O resultado foi publicado no Boletim Oficial 1246, desta sexta-feira (15).

O processo de implantação do sistema de monitoramento iniciou em abril de 2018. Em julho do mesmo ano foi aberta a licitação. Mas devido a recursos movidos por empresas consideradas inabilitadas houve demora em concluir o certame. “Chegamos à última fase da licitação. Entre todos os concorrentes foram eliminado os que não se qualificaram. Ficaram duas empresas e a classificada foi a que apresentou o menor preço, conforme a lei de licitação (8666/93)”, comenta o secretário de Segurança e Defesa do Cidadão, Paulo Henrique Domingues.

Uma vez publicada a empresa classificada, há cinco dias de prazo para recurso da concorrente. Não ocorrendo recurso, é declarada a empresa vencedora, dando início à implantação do sistema. O secretário adjunto de Administração, Sergio Luiz Pinto Ferreira, explica que antes de entrar em operação será feita uma ‘prova de conceito’, conforme consta do edital. “O objetivo é avaliar, na prática, todas as funcionalidades do sistema. Aprovado, o contrato é assinado e a empresa contratada tem o prazo de seis meses para implantação do novo serviço”, diz.

Sistema – O sistema deverá funcionar com 116 câmeras, posicionadas em pontos estratégicos, como os acessos à cidade. Além de oito câmeras fixas, serão instaladas 86 do tipo Speed Dome, com tecnologia de zoom o que permite grande capacidade de alcance com nitidez dos objetos mesmo à distância e movimentos panorâmicos. E mais 22 câmeras com tecnologia OCR (Optical Character Recognition, que em português, pode ser traduzido como Reconhecimento Óptico de Caracteres) vai auxiliar na identificação de placas de veículos, mediante um convênio já firmado com a Secretaria de Segurança do Estado SP, permitirá acesso imediato ao banco de dados das polícias estaduais. O sistema será de responsabilidade das secretarias de Segurança e Defesa do Cidadão e Mobilidade Urbana, mas integrado às polícias Militar e Civil.