A Fundação Pró-Lar realizou nesta quinta e sexta-feira (17 e 18) o cadastro social das famílias que vivem no Bela Vista 1, região do Igarapés. O trabalho tem como objetivo a regularização fundiária dos imóveis do bairro. Para facilitar o acesso dos moradores, o atendimento está sendo feito em forma de plantão na região desde a semana passada.

Uma equipe da Pró-Lar visita as famílias para informar sobre os documentos necessários que comprovem a composição familiar e vínculo com a moradia. Durante a visita também é feito o agendamento para o cadastro social. “Nossa preocupação é agilizar o atendimento para que o morador possa chegar ao plantão com a documentação certa”, explica a diretora técnica social, Darli Izabel Sant’Anna.

O casal Maria Aparecida Oliveira Machado, 65 anos, e Joaquim Pereira Machado, 61 anos, realizaram o cadastro na semana passada.“Participamos de todas as reuniões sobre a regularização e estamos animados. Trabalho desde os 13 anos e tive de economizar durante muitos anos para conseguir ter a nossa casa. Sei que é importante ter tudo regularizado”, diz ele.

Esta é a segunda fase do trabalho de regularização fundiária do Bela Vista I, onde foram identificados 225 lotes. Os trabalhos tiveram início no ano passado com o congelamento da área, medida para evitar construção de novas moradias. A Pró-lar também iniciou ao processo no Bela Vista II, cujo levantamento registrou 75 lotes.