Fontes de diversas vitaminas, o caqui é a fruta da época, comercializada nos ‘Pontos da Economia’ . De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, responsável pela iniciativa, são dez pontos espalhados pela cidade dedicados à venda da fruta, nas variedades ‘Rama Forte’ e ‘Caqui Duro’.

Sobre os valores, a pasta manteve o mesmo preço da última edição, com o caqui ‘Rama Forte’ a R$1,00 (cumbuca com cinco frutas de calibri médio), a R$2,50 (cumbuca com dez frutas) e o caqui ‘Duro’ por R$3,50 o quilo.

Para a dona de casa, Juliana Gouveia, moradora do bairro Jardim Luiza, a estratégia de colocar os pontos de venda próximos as paradas de ônibus é um benefício: “Fica bem mais fácil comprar. A gente espera o transporte e já faz umas comprinhas”.

De acordo com a nutricionista Êmily Mota, “o caqui é uma fruta que contribui para a hidratação diária, pois apresenta cerca de 80% de umidade, além de ser uma importante fonte de fibras, tendo em sua tabela nutricional 6,5 gramas a cada 100 gramas do alimento”.

De acordo com a diretoria de Abastecimento e Agricultura, a expectativa é vender mais de 27 mil unidades, marca registrada nas vendas da fruta em 2017.

Locais de venda: Praça do Rosário, Praça Conde de Frontin, Praça Raul Chaves, Parque dos Eucaliptos, em frente ao Fórum, na Avenida Siqueira Campos, no Largo do Riachuelo e próxima a Prefeitura de Jacareí. Além desses, foram fixados dois novos locais no Jardim Dindinha e no Jardim Flórida.

(Marcio Moura/PMJ – Foto: Cristina Reis/PMJ)