Jacareí é a segunda melhor cidade do Vale do Paraíba para se fazer negócio. Em estudo realizado pela consultoria Urban Systems, foram selecionadas as 100 melhores para se investir em todo o território nacional, levando em consideração municípios acima de 100 mil habitantes, a cidade saltou 48 posições em um ano.

Enquanto em 2017 a cidade se encontrava na 94a posição, este ano na 46a no ranking, que analisa 42 fatores: econômicos, educação, saúde e infraestrutura. Cada indicador soma uma pontuação, conforme a importância e a atualidade, totalizando 37,5 pontos. Jacareí finalizou a avaliação com 11,42, apenas 2,38 pontos a menos do que a primeira colocada, Vitória (ES).

Para o prefeito, Izaias Santana, os empreendedores privados tiveram papel fundamental nesse panorama. “O salto se deu basicamente em razão da melhora para os negócios. Ou seja, da visão dos empreendedores privados. É hora de aproveitarmos essa oportunidade e avançarmos nos demais itens, como o desenvolvimento humano e a infraestrutura”, pontuou.

Neste sentido, o poder público tem investido na universalização do ensino infantil e das creches, bem como as parcerias com universidades e o reforço de cursos técnicos profissionalizantes, bem como no programa de redução do analfabetismo por intermédio do EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Quanto ao quesito infraestrutura, o prefeito completou que “temos projetos de 5combate a enchentes, redução do esgoto sem tratamento e melhora da infraestrutura dos bairros mais afastados, tais como drenagem e asfalto, para que possamos transformar esse crescimento em realidade”.

Por fim, o prefeito citou o Plano de Desenvolvimento Urbano e Social, que promoverá ações em Jacareí nas questões de mobilidade, infraestrutura e qualidade de vida do município a partir dos investimentos da CAF.

Plano de Desenvolvimento Urbano e Social: O Programa de Desenvolvimento Urbano e Social de Jacareí tem como objetivo geral a melhoria da mobilidade e da infraestrutura urbana e a revitalização de áreas públicas, impulsionando o desenvolvimento econômico e socioambiental.

A proposta tomou como base o Plano Diretor Municipal (em fase final de atualização), o Plano de Mobilidade Urbano (em desenvolvimento) e o Plano Integrado de Saneamento (em desenvolvimento). O Programa deverá beneficiar toda a população do município, estimada em 229.851 habitantes (IBGE, 2017) e propõe entre outras atividades: obras viárias, obra de macrodrenagem, implantação de parques, implantação de ciclovias e estudos e projetos técnicos e ambientais.

O custo estimado do Programa é de US$ 75,0 milhões, dos quais o Município de Jacareí solicitou à CAF um financiamento de até US$ 60,0 milhões, que foi aprovado pela COFIEX em junho de 2018.

(Victor Copola/PMJ)