A Secretaria de Saúde registrou uma queda de, aproximadamente, 38% nos casos de dengue confirmados no ano passado em Jacareí.

Enquanto em 2018 foram registrados 27 casos, em 2017 foram 43 confirmados. Outra grande diminuição foram as notificações, que passaram de 867 em 2017 para 491 no ano passado.

Os índices positivos foram frutos de um conjunto de ações da pasta, que trabalha de forma contínua nas visitas a imóveis e obras, avaliações periódicas de densidade larvária, controle de criadouro, controle químico e infestação de vetores em território, traçando e identificando áreas prioritárias para atuação.

Além disso, a Diretoria de Vigilância à Saúde tem promovido ações descentralizadas, por meio da distribuição de agentes de combate às endemias em Unidades de Saúde, de forma a territorializar o atendimento.

Ranking Nacional: Segundo dados do Ministério da Saúde, Jacareí está fora do ranking de ‘situação de alerta’ para dengue, zika e chikungunya. A avaliação foi feita com base no novo Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) de 2018.

Ainda segundo o ministério, as cidades com índices entre 1 e 3,9 na pesquisa estão em alerta para um surto das doenças causadas pelo mosquito. Isso significa que, a cada 100 casas pesquisadas, 3 tinham infestação de larvas.

Embora 12 municípios do Vale do Paraíba estejam na lista de risco, Jacareí obteve média 1 e ficou de fora da ‘situação de risco’. No ano passado, foram 43 casos reportados de janeiro a dezembro.