A Prefeitura de Jacareí retomou o processo de licitação para a continuidade das obras de três creches na cidade. Localizadas nos bairros Parque dos Príncipes, Jardim Colônia e Jardim Santa Marina, as unidades tiveram suas obras interrompidas após a falência das construtoras.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, com a retomada dos processos licitatórios será possível dar continuidade a construção das três unidades educacionais que atenderão juntas 564 crianças.

Uma outra unidade educacional também teve seu processo interrompido. É o caso da EMEF (Escola Municipal de Educação Fundamental) do bairro Santo Antônio da Boa Vista. A unidade que terá capacidade para 960 alunos está em processo de encerramento de contrato para na sequência, lançar o edital de abertura de um novo processo licitatório.

A previsão é que o processo de licitação da EMEF aconteça até o final de fevereiro para que seja entregue até o final do segundo semestre de 2017. Já as creches do Jardim Santa Marina, Parque dos Príncipes e Jardim Colônia, têm a previsão de entrega até o final do primeiro semestre de 2018.

De acordo com a secretária de Educação, Maria Thereza Ferreira Cyrino, com o término das obras será dobrado o atendimento atual, elevando para 22% o atendimento da demanda que até o ano passado era de 12%. “Até 2020, pretendemos atender 50% da demanda do município por vagas públicas em creches”, enfatiza.

Na reta final – Outras duas creches seguem o cronograma normal de obras com prazo previsto para a entrega até o final do segundo semestre de 2017. As unidades dos bairros Santa Paula e Villa Branca atenderão, juntas, 368 crianças.

Estamos fomentando a captação de recursos financeiros junto aos governos Federal e Estadual para novas construções ou ampliações. Este é o nosso papel, servir o povo de Jacareí, fazendo uma gestão comprometida, pois antes de tudo, o povo somos nós”, finaliza Maria Thereza.

Com a regularização das obras e entrega das unidades, o município passará a atender nas novas unidades, aproximadamente, mil alunos nas creches e outros mil alunos na EMEF.

(Marcio Moura/PMJ)